top of page

O papel do urologista no tratamento e prevenção do câncer

O câncer de próstata no Brasil é o segundo mais comum entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele não melanoma, segundo um levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Apesar da alta taxa, a doença pode ser prevenida com algumas mudanças de hábitos, incluindo o acompanhamento com urologista.

Contudo, há muitos tabus que cercam os homens sobre a ida ao urologista. O preconceito e a desinformação estão entre os principais obstáculos para a prevenção do câncer de próstata e também para o diagnóstico de várias outras doenças.

Há uma dificuldade em aproximar os homens do consultório médico, principalmente quando se fala de exame de toque retal.

Para termos uma ideia, segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a grande maioria dos homens têm conhecimento do exame de toque, mas apenas 30% realizam o procedimento. Além disso, mais de 50% dos pacientes se recusam a fazer o exame.

Esse preconceito pode ser bastante prejudicial para o diagnóstico precoce e a cura da doença. Assim, o urologista também deve trabalhar para desmistificar essa condição para ampliar as possibilidades de diagnóstico precoce.

Por isso, vale a pena quebrar essas barreiras e conhecer a importância do papel do urologista no tratamento e prevenção do câncer. Acompanhe a leitura!

O que faz um urologista?

O urologista é o médico responsável por avaliar questões relativas ao sistema urinário de homens e mulheres. Porém, a especialidade também verifica as condições dos órgãos reprodutores e genitálias masculinas – daí o porquê é a especialidade mais famosa no diagnóstico do câncer de próstata.

É importante consultar um urologista para além dos momentos de emergência, quando se percebe que algo não está bem. Isso porque o médico irá realizar exames regulares fundamentais para o diagnóstico precoce.

Assim, é possível iniciar o tratamento contra o câncer mais cedo, o que aumenta as chances de cura, ainda mais para o câncer de próstata.

A doença é silenciosa e, normalmente, quando os sintomas aparecem, os casos já estão em fase adiantada. Com o avançar da idade, a incidência também aumenta, atingindo 80% dos homens com mais de 80 anos.

O acompanhamento com o urologista vale não só para o câncer de próstata, mas também para outras doenças identificadas, como os cânceres no sistema urinário.

Sendo assim, algumas atividades do profissional são:

  1. avaliação clínica do paciente;

  2. requisição e interpretação de exames;

  3. acompanhamento individualizado;

  4. orientação quanto aos melhores tratamentos.

No caso específico dos cânceres, o urologista é fundamental para direcionar os tratamentos oncológicos e o acompanhamento da doença. Por isso, é um médico que atua em equipes multidisciplinares para melhor assistência aos pacientes.

Diagnóstico precoce e as chances de cura

O principal papel do urologista é atuar no diagnóstico precoce. Quando o câncer de próstata é identificado em seu estágio inicial, o tratamento consegue ter êxito em 9 entre 10 casos (ainda mais com os avançados métodos oncológicos).

Dois exames urológicos são fundamentais na detecção precoce do câncer de próstata: o exame de toque retal e a dosagem PSA. O segundo é realizado com um teste de sangue comum, já que é possível constatar a quantidade de PSA, uma substância produzida pela próstata que atesta problemas na glândula.

Em alguns casos, o urologista pode recomendar exames de ressonância magnética multiparamétrica e biópsia prostática, para refinar o diagnóstico.

Já que a idade é um fator de risco para o câncer de próstata, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que os homens com mais de 45 mantenham um acompanhamento frequente junto aos urologistas.

Para quem tem casos na família ou outros fatores de risco associados, a entidade indica que a procura por um urologista se inicie ainda mais cedo. O ideal é que desde a puberdade os homens procurem um médico para avaliação individualizada.

O câncer de próstata é uma doença silenciosa. Por isso, o acompanhamento é indispensável para evitar o progresso da condição.

Você também pode procurar um urologista ao perceber alguns sinais: coceira intensa na genitália, dor ao urinar, sangue na urina, dificuldades de ereção, entre outros sintomas associados ao sistema urinário e reprodutor.

Onde encontrar um urologista?

A Clínica SOMA conta com uma equipe multidisciplinar de médicos, que atuam na prevenção, diagnóstico e tratamento contra os mais variados tipos de cânceres.

Aqui, você pode encontrar o urologista para realizar a sua avaliação individualizada. Entre em contato conosco!

83 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page