top of page

Gratidão e Gratitude: ações pela satisfação com a vida e o viver

Hoje temos uma banalização da palavra gratidão. Estamos vivendo um mundo cada vez mais raso de conhecimentos e poluído de informações. Estamos deformando nossas almas, relações e corações sem perceber, capturados pelo excesso de ofertas de tudo fácil, rápido, um click e pronto!

Usamos a palavra gratidão instagramável, tik tokavel, twitável. Usamos gratidão como uma fantasia para ir a uma festa. Usamos e não praticamos porque sequer sabemos mesmo o que significa. Significar o que será isso também?


A psicologia positiva nos apresenta a gratidão como uma experiência de agradecimento que envolve notar e valorizar as coisas positivas da vida. Reconhecer o valor e o significado dos aspectos positivos podendo assim nos ampliar a perspectiva e desenvolvimento de outras emoções positivas.

Raschid e Seligman (2019) nos trazem ainda que a gratidão traz o estímulo para que se possa reestruturar experiências negativas em positivas quando trabalhado de forma realista, aumentando nossas ferramentas de enfrentamento diante de situações difíceis e reduzindo o estresse.

Hoje sofremos a benção e a pressão das mídias sociais. Nos comparamos com frequência com postagens de eterna beleza e recursos financeiros infinitos, promessas de resultados eficazes fáceis e instantâneos. Promessas de imortalidade da juventude, do acesso ao bombardeio de ofertas para suprir nossos desejos que nunca acabam. Produtos vendidos com o milagre do não esforço.

A vida real traz todos os dias desafios com relação a nós mesmos. Quando no deparamos com resultados de exames que não nos falam de saúde fácil e total. Quando nos deparamos com chuvas e inundações que não estavam nos planos de viagem. Quando nosso corpo não faz o que a gente gostaria e corremos para cirurgias as vezes eletivas e desnecessárias porque tínhamos outras possibilidades que precisavam apenas do nosso comprometimento conosco mesmos.

Gratidão começa aqui, no acolhimento a nós mesmo de forma realista, plena, buscando ferramentas para lidar com nossas frustrações, nossa autoaceitação e estima. Gratidão começa quando tentamos compreender os desafios ao mundo fora e dentro de nossas portas com o coração e mentes abertas para aprender mais um pouquinho.

A vida nos conVIDA a fazer, inovar, descobrir, construir, tratar, acolher, estudar, aprender, seguir...

Gratitude é a atitude de praticar a gratidão. Atitudes, mais que palavras, fazem e trazem para nós a concretude de nossos aprendizados.

Todo final de ano é uma época em que somos estimulados a olhar para nossos renascimentos. Essa época nos convida a estendermos nossas mãos para oferecer um pouco mais, para acolher um pouco mais, para praticar um pouco mais o amor fraterno. Aquele que faz crescer a plantinha da gratidão a partir de ações de gratitude.

Que possamos ser gratos diariamente por estarmos, por sermos, por podermos escolher ser melhores que a um minuto atrás. Por podermos escolher praticar o bem, por podermos optar pela generosidade. Recomeços nos fazem pensar em partilhar, em estar junto, em buscar por quem a tempo não buscamos.

Que a gratidão seja como um recomeçar diário. Um recomeço lindo que enche nossas vidas de luz e, principalmente, seja autenticamente verdadeiro em cada coração. Que gratidão seja a SOMA de amor e resiliência, espiritualidade e ciência, paz e serenidade para que nossas decisões humanas sejam simples, porém belas. Texto: Margit Schmidt | Psicóloga da Clínica Soma

1.165 visualizações0 comentário

Komentar


bottom of page